MUSICOTERAPIA EM UMA INSTITUIÇÃO DE LONGA PERMANÊNCIA PARA IDOSOS: RELATO DE EXPERIÊNCIA

06/09/2011 15:03

 

Flávia Barros Nogueira

 
Grupo Vida Brasil

 
INTRODUÇÃO: O aumento da longevidade é um fenômeno mundial. Entretanto, ainda que seja uma aspiração humana natural, representa um dos maiores desafios da sociedade contemporânea. Uma das consequências de tal fenômeno é o crescente número de idosos institucionalizados.  Embora o estatuto do idoso priorize o atendimento domiciliar, a institucionalização é muitas vezes inevitável, cabendo aos profissionais da saúde, desenvolver e encontrar meios para que o idoso residente em uma ILP tenha uma vida ativa e com qualidade. Como forma terapêutica eficaz, a musicoterapia exerce uma forte identificação com indivíduos idosos já que sua principal ferramenta, a Música, promove o resgate da identidade pessoal e história de vida. Em uma ILP, a musicoterapia envolve os idosos através do prazer da realização musical e representa um elemento motivador importante.

 

OBJETIVO: Apresentar, através de um relato de experiência em uma ILP pública, os benefícios de um processo musicoterapêutico.
MÉTODO: Pesquisa qualitativa apresentada como relato de experiência. As sessões de musicoterapia ocorrem uma vez por semana com atendimentos individuais para os idosos com maior dependência e em grupos abertos para os idosos mais independentes.
RESULTADOS: Desde os primeiros atendimentos, em março de 2010, os idosos demonstraram bastante entusiasmo e disposição em participar das sessões de musicoterapia. Entre as atividades propostas, o ensaio de canções é a preferida. A escolha do repertório, formado principalmente de canções sertanejas, é geralmente realizada pelos idosos e já resultou em diversas apresentações, tanto para o público interno como externo. Ainda que nenhum dos idosos possua formação musical, nas sessões, além de cantar, todos tocam diversos instrumentos musicais.
CONCLUSÃO: A experiência relatada demonstra que o processo musicoterapêutico em uma ILP representa uma intervenção importante e eficaz, atuando na melhoria das funções cognitivas, aquisição de novas habilidades, melhora nos processos sociais e afetivos, além de atuar como agente motivador. Além disso, as diversas apresentações despertam sentimentos como responsabilidade e compromisso, envolvendo o idoso no planejamento de projetos.

 

 
O ENAGE 2011 foi realizado na semana de 8 a 12 de agosto, e teve como tema "Fortalecendo a Rede de Saúde no Cuidado ao Idoso". O evento contemplou a IV Jornada de Enfermagem, VI Jornada de Odontologia, V Encontro de Assistentes Sociais, III Encontro de Psicologia, e V Simpósio de Geriatria e Gerontologia.

 

FONTE: http://musicasaude.blogspot.com/2011/08/musicoterapia-em-uma-instituicao-de.html